ATENÇÃO!
À partir de 01 de Maio, a UFONÁTICOS irá iniciar sua cobertura para o CROSS FIRE STARS 2017 com publicações semanais e vídeos! Em breve, mais informações!

Manual de sobrevivência aos ônibus de Curitiba;

7.4.17 Gustavo Sarturi 0 Comments

         Se você é novo em Curitiba já deve ter se impressionado com os BRTs (Bus Rapid Transport) de Curitiba, ou como o pessoal do bairro onde eu moro dizem: Os ligeirões, ligeirinhos... Pois é, pois bem, vou contar então um pouco da minha primeira experiência nesse 'busão'.
Foto: James Marçal
         Bom, como turista de primeira viagem, acabei embarcando na rotina da maioria dos Curitibanos de pegar esse busão, que aliás, é muito grande. Quem nunca ficou no meio das articulações só aguardando o ônibus virar uma esquina e tocar Asa Branca? Brincadeiras à parte, em meio a essa pequena experiência de 1 mês e meio, acho que já posso criar um pequeno manual de sobrevivência aos "ligeirões".
  1. O DESEMBARQUE É PELAS PORTAS 2 E 4! Ok, você que já anda com esses ônibus aqui em Curitiba já deve estar cansado de ouvir essa, mas, quem nunca esqueceu? Na primeira semana eu ainda estava conhecendo a cidade e conhecendo os horários de pico dos ônibus, e se for pegar ônibus, é bom desembolsar míseros R$ 4,25. Bom, vou contar minha experiência: Nessa de estar conhecendo os horários de pico, eu acabei pegando um ligeirão, e a estação que eu desço é a segunda, antes de chegar em Pinhais, e neste dia, por um azar danado de já ter tido a mochila rasgada na porta do Inter 2 quando estava saindo da Universidade (quem nunca? Alguma hora tive que ser batizado, né?) eu acabei pegando um ônibus super lotado, mas tipo, super lotado mesmo, acho que era até uma das propostas do Rafael Greca e da Urbs que é de provar que dois corpos podem ocupar o mesmo espaço; e por distração, acabei entrando na porta 5, e quando chegou na minha estação... "Próxima parada... Desembarque pelas portas, 2 e 4"... e aí pensei: "E agora? Vou fingir que vou parar no próximo terminal, afinal, alguma hora esse ônibus de 5 portas terá que abrir todas elas..." e foi então o que aconteceu, o ônibus estava lotado e não tinha como eu me locomover, aliás, nem sei como consegui respirar e acabei fazendo uma pequena visitinha em Pinhais e acabei retornando. Logo, a dica é: Se você vai descer em uma estação próxima do terminal, fique o mais perto possível das portas 2 e 4!
  2. A ESTAÇÃO TUDO NÃO É UM BONDE, OK? Eu nunca pensei nisso, mas, achava até que era piada e zoeira dos Curitibanos com os turistas, até parei pra pensar "quem é que pensa nisso?"... E, olha só o que aconteceu? Estava na estação do Jardim das Américas esperando o ligeirinho de boas depois de uma bela aula, e um cara perguntou ao cobrador "que horas vai sair esse bondinho?"... Sem comentários. Dica: A estação tudo não se move, ok?
  3. CONHEÇA OS ITINERÁRIOS! Tudo bem, você é turista ou é novo na cidade, mas vamos combinar, ir na risca e pegar qualquer ônibus achando que vai parar no seu destino... Não é bem assim. Em Curitiba tem as canaletas exclusivas dos ônibus das quais passam os ligeirões e os ligeirinhos, os ligeirões são os vermelhos e bi-articulados, eles param em todas as estações tubo da canaleta, já os ligeirinhos, que são os cinzas, como você deve ter percebido, as portas são do lado esquerdo, sendo assim, não tem como pararem nos tubos das canaletas, então, se você pegou esse por engano só por que ele passa perto do seu destino, paciência, ele só vai parar no próximo terminal! Ah, e sério, a Urbs disponibiliza na fanpage da Prefs (Se tu não conhece, pesquisa no google) um mapa com o itinerário de cada ônibus pra você não errar! Dica: Use o google, ele ajuda.
  4. BOLSAS NA FRENTE, SEMPRE! É chato, irritante e ninguém gosta, principalmente Curitibanos, de pessoas que ficam andando pra lá e pra cá no ônibus empurrando todo mundo like a leônidas de esparta devastando tudo o que vê pela frente, então, por gentileza, se for entrar no ônibus, até por questões de segurança, coloca a bolsa na sua frente e por favor, se for se locomover, seja gentil. Se você quer se camuflar e dar uma de Curitibano, não seja esse tipo de pessoa <3
  5. TENHA PACIÊNCIA E CONTROLE SEUS HORÁRIOS. Os ônibus de Curitiba, pelo menos pelo que tive a impressão, são pontuais, porém, controle seu horário, e geralmente, se você for pegar o Inter 2 e ver que está muito lotado, aguarde mais um pouco em alguns minutos é muito provável que chegue outro, acredite em mim, experiência própria, este estará mais vazio (só não garanto em horários de pico, hehe). Então, programe-se e acrescente um horário de possível atraso.
  6. SE FOR PEDALAR NA CANALETA... cuidado com a polícia, e se for pedalar lá, ande na contra mão. Vou te contar uma coisa, descobri que os ônibus de Curitiba são tipo Megazords, se você está pedalando de bicicleta numa canaleta é essa a primeira impressão que você terá, além de gigantes, eles são rápidos e podem te fazer de tapete rapidinho, e além do mais, se os policiais estiverem de mau humor, eles podem apreender a sua bicicleta, aliás, é proibido, mas sempre tem um jeito, não? Então, se for pedalar, pedale na contra mão pra você pelo menos visualizar o ônibus que está vindo de frente e mudar de pista, agora, se do outro lado estiver vindo ao outro, espero que você saiba rezar o pai nosso. (musiquinha).
        Bom, esse foi meu pequenininho manual de sobrevivência nos ônibus de Curitiba em meu primeiro mês, ainda estou me acostumando com as Curitibanisse desse pessoal desta cidade maravilhosa. Andar de ônibus em Curitiba é legal, isto é, se tu não pegar em horários de pico. Você vai andar tanto de ônibus que quando ver qualquer porta vai ouvir isso aqui (em Mineiro: Póta fechandu).
        Abaixo vai um vídeo bem legal sobre os ônibus de Curitiba caso você ainda tenha dúvidas.

0 comentários:

Comente!
Com sua conta da Google você poderá comentar na Ufonáticos; Caso você se sentir ofendido com algum comentário, por favor, envie-nos uma denúncia clicando no link "contato" na barra de menu superior do blog.