As boas vindas da cidade grande!



         Há quanto tempo que eu não escrevo neste blog? Aliás, pergunto-me todos os dias o por quê de eu ter parado de fazer publicações matinais em meu blog como eu fazia antes. Na realidade, não sei bem qual deve ser o enfoque da Ufonáticos, pois, no início era pra ser um blog sobre ufologia, e com a explosão dos memes acabou se tornando um blog de tirinhas e memes, de repente ficou diversificado e do nada veio com alguns conteúdos mais sérios.
         Bom, espero agora poder voltar com o blog nem que seja semanalmente; sei que muitas vezes eu paro e penso, 'ok, é desta vez, eu vou voltar', acabo publicando por algumas semanas e de repente... desisto. Mas, agora estou com outros planos e espero que agora dê certo.
         Desde então, o que aconteceu com o blog e o que eu estava fazendo neste meio tempo em que o blog ficou "inativo"? Muitas coisas aconteceram, pessoas saíram e entraram na minha rotina, trabalhei como professor, acabei desistindo de um curso e trocando por outro, me mudei de cidade e fixei melhor meus objetivos. Mas acho que o meu maior desafio foi, ter me mudado de cidade e começar uma nova vida na 'cidade grande' ou na conhecida "chuvitiba" (Curitiba) cidade da qual eu me apaixono a cada dia mais. Ok, não está sendo nada fácil, a rotina universitário é intensa e além do mais, o quanto mais eu economizar, melhor; porém, sei que tenho certeza de que um dia vou olhar pra trás e dizer, vai valer a pena!
    Finalmente, me decidi! Sim, eu quero seguir a carreira acadêmica, e, sim, eu quero ser professor/pesquisador universitário. A minha antiga universidade me deixou com saudades porém, infelizmente ela não me oferecia os recursos necessários para eu atingir esse objetivo; troquei então o curso de Matemática por Matemática Industrial (assunto para uma próxima publicação), e digo: Não me arrependo. O curso de Matemática que eu fazia na Estadual do Paraná tinha outros enfoques, era licenciatura, o público era outro e o ritmo era diferente, então, chegou a um momento que eu não conseguia me identificar com o curso. Eis, que, quando soube que fui aprovado para a 3° fase do Processo Seletivo em Matemática Industrial na UFPR me surgiu uma dúvida que me perseguiu por 1 mês: Vou, ou não vou?
         Foi um mês intenso, acordei com essa pergunta na cabeça todos os dias, apesar de ouvir um grande grito de "Vá! Tente, arrisque!", havia um outro lado dizendo "Fica, você pode se dar bem aqui também", como uma árvore que criou raízes em um lugar e que vai tentar colocar suas raízes em uma calçada, forçando a criar raízes em outros lugares, eu vim. A indecisão veio justamente por causa de um colégio da qual eu amei muito poder trabalhar e contribuir compartilhando conhecimentos com meus amigos (ou como costumam chamar, "alunos"); ah se eu pudesse fazer UFPR e poder continuar lá... Porém, eu tinha que me arriscar, eu tinha que tentar, era algo que almejava há tempos; foi uma decisão difícil, mas, acabei vindo.
         O resto da história, conto outro dia, mas, fico pensando, o que aconteceria se eu não tivesse vindo? Quais seriam as possibilidades? Quais seriam as oportunidades? Larguei tudo do nada, e vim, sem dar muitas explicações, mal me despedindo dos meus pais e das pessoas que eu gosto e considero como amigos. Mas todos sabem, que eu fiz a escolha certa.
         Então, eu diria que o medo de acontecer coisas novas é algo natural mas, muitas vezes temos que enfrentar esses medos e nos desafiarmos. A vida é curta, temos que aproveitar de uma forma certa, arrisque-se! Tente! E se não conseguir? Não se sinta fracassado, apenas, não era para acontecer no momento, e olha, que já tive uma experiência boa com "fracassos", pois, ter fracassado há 2 anos atrás em um vestibular, mudou completamente minha vida. A cada segundo que passa, infinitas possibilidades de acontecimentos podem ocorrer, já parou para pensar?
/*codigo mathmax colocar aqui